sexta-feira, 12 de junho de 2009

Não ouso compreender


E desanda o verbo
A despedida bate a porta
E as letras não formam
Tudo já era findo
Na poesia que ronda
Não ouso compreender
Antes éramos bichos meio verdes
Bichos instruídos
De ácida geometria
De natureza cócegas

Mas daqui vejo melancólico
Como um filme de Carlito
De maduros desejos
Não ouso compreender
Engenharia que conversa
Viagens da alma
De mineral seda

Descubro-te ausente na Casa Amarela
Vejo-te púrpura sorrindo
Enomatopéias... Bah!!!
De ímpeto surgem e nutre nossa flora companhia
Não ouso compreender

Teu retrato, converso
Te sinto no recinto
Estás longe – perto
No mundo de Suzi...
Não ouso compreender
Teu chão voejando
Às vezes suspiros
Ás vezes seu grave sorriso

Que alegre menina
Sempre voando pelo céu
Sua janela é alta
Seus reflexos escorrem no rio
Seu bimotor zumbindo
Não ouso compreender
Vôo invisível
Suas lanterninhas ao desconhecido

Sssssssssio.... aumenta mais o silêncio
Um poeminha chegou lagarteando o sol
Não ouso compreender
Teu mundo alheio pousa entre nós
Pirulin de cor Cris
Cai por aqui

Que imenso trabalho nos custa a flor
O autor da rosa não revela a dor
Deus ajudaria, bem-aventurança do Homem
Pulverizado coração, range tímido
Exala gosto
Como corolas atrás do sol
Não ouso compreender

E a lua pousa
Letras que formam nomes
Violoncelo de lenta musica
Irradiam da gaveta
Na grama fria, João e Maria
Não ouso compreender
Quando a alegria entristece
Em cristais que tilintam vida

Poesia que nasce em setas
Injetam palavras
Tetas que jorram letras
Não ouso compreender
Letras que tramam transes
Trançam a transa da palavra

Dissolvendo a cortina da palavra
Tua forma abrange a crônica da vida
Escorre a esfinge
Lança com os olhos
O jeito mais natural
De preparo da poesia
Não ouso compreender
Entoada crônica do Homem flor

Mas vejo daqui...
Glória em glórias
Nunca nossas almas estarão prontas
Um badalar tece rimas
Na lua vindo... nas águas prosseguindo
Um embalar de idas
Não ouso compreender
Estranha nau parte
Não ouso esquecer.

2 comentários:

katia nascimento disse...

Naza, isso é sobre o nosso grupo? Lindíssimo.... parabéns. Beijos. Kátia

katia nascimento disse...

Naza, isso é sobre o nosso grupo? Lindíssimo.... parabéns. Beijos. Kátia